Sou orgulhosamente português e esse sentimento não está dependente de qualquer jogo de futebol, por muito importante que seja.

Dito isto, espero (e vou torcer para que isso aconteça) que Portugal se torne hoje campeão europeu em futebol. Mas caso isso não aconteça, o meu amor e orgulho no meu país e nos feitos que os portugueses alcançam todos os dias, no desporto e fora dele, não diminuirão.